• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“Que a paz habite em sua casa; que a paz esteja em ti!” (Sl 122)

Veja mais notícias

Em tempos de conflitos, em que a violência mostra sua face traiçoeira, somos chamados a sermos promotores da paz. Rezar pela paz e trabalhar para que ela seja nossa realidade é missão de todo aquele que Crê. A paz é dom do Cristo ressuscitado. As aparições do Senhor ressuscitado sempre eram acompanhadas da saudação “a paz esteja convosco”. Sem dúvida, um dom fundamental e desejado por muitos. O projeto divino supõe um coração tranquilo, pacífico e pacificador. A violência gera a morte e é contrária ao Reino. Rezemos sem cessar para que Deus toque os corações endurecidos, que por tantos motivos, deixaram-se dominar pela violência que conduz morte, e, trabalhemos pela justiça, por políticas eficientes que garantam a todos acesso a educação, saúde, emprego e moradia. Sem dúvida, uma sociedade mais justa é uma comunidade de paz, menos violenta e mais aberta a promoção da vida. Nunca nos esqueçamos: em tudo, a vida. Comece a promover a paz na sua casa e, a partir dela, como que de uma fonte a jorrar para  o mundo. A paz se constrói com gestos concretos: no cuidado amoroso de quem está ao nosso lado, na promoção da dignidade humana, na solidariedade que gera partilha, na escuta e prática da Palavra do Deus da Paz, Nosso Senhor Jesus Cristo. Como nos lembra Leonardo Boff: “Depois de termos vivido a hospitalidade aberta, realizada a convivência fraterna, testemunhado o respeito a todos os povos e s suas culturas, exercido a tolerância ativa para com todas as diferenças e vivenciado a comensalidade universal nos é permitido esperar, como fruto dourado de todo esse processo, a paz, tão ansiada paz”. Um brinde a vida e a paz que só podem vir da força viva do Ressuscitado!

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba

Deixe um comentário