• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

Palavra do Pastor Jun/Jul

Veja mais notícias

Queridos Irmãos e amigos,

Viva a Vida !

Após longas e acaloradas discussões, o STF (Supremo Tribunal Federal) autorizou o aborto de fetos anencefálicos. A partir de agora, essa prática deixa de ser crime aos olhos da lei !  E nós, como cristãos devemos colocar um ponto final questão e ficar alheios a tudo isso ?  A Igreja defende que legalizar o aborto de fetos também nessas condições é descartar covardemente um ser humano frágil e indefeso…   É a cultura de morte que segue impávida seu curso avassalador.  Com essa aprovação nossas leis dão mais um passo em direção ao caos onde a Vida não merece nem o respeito da grandeza e do mistério que encerra !!

O principal argumento utilizado por aqueles 8 que votaram a favor no STF (contra apenas 2 que votaram contra) da descriminalização desse tipo de aborto foi o de que seria uma ofensa dignidade da mãe que se vê obrigada a carregar no ventre um feto que teria remotíssimas condições de sobrevivência depois do parto. A esse argumento muito me impressiona a opinião que certa vez Madre Tereza de Calcutá deu sobre esse argumento: “ Há muita diferença entre uma criança viver, algumas horas que seja, tendo o direito de morrer no colo de sua mãe e ter a morte friamente antecipada sendo covardemente assassinada”!!!

É muito contraditório discutir essa realidade num mês em que recentemente celebramos o Dia das mães… A mãe que está tão ligada Vida doada, ser imagem desfigurada de alguém que egoísticamente pensa só e primeiro em si mesma… Será que ideologia do gênero que relativiza a identidade sexual se dará a força de apagar a imagem de ternura e amor que adornam intrinsecamente a maternidade ?  Não !  Embora aprovada pelo STF a prática abortiva dos bebês anencéfalos, a decisão sempre caberá aos pais !!  Nós como cristãos devemos defendera vida sob qualquer outro argumento !

Na celebração do 50º. Aniversário da abertura do Concílio Vaticano II, nada melhor que retomarmos com redobrado ardor o estudo e a aplicação de seus inspirados documentos. “Não há nada de verdadeiramente humano que não ressoe ao Coração de Cristo e da Igreja”… (GS). Nesse sentido somos instados pelo Documento de Aparecida a sermos discípulos missionários numa Igreja que deve estar em estado constante de Missão !  temos que nos convencer e convencer certos segmentos da sociedade que ser cristão e católico e ser “sal e fermento na massa” !  Viver o compromisso da fé não é somente participar das celebrações litúrgicas, mas atuar o que elas celebram e fundamentam !

Estamos nos aproximando das eleições. Momento de grande corresponsabilidade na escolha daquelas pessoas que, em nosso nome, decidirão sobre o bem comum das nossas cidades e o bem estar condigno dos cidadãos. Perguntemo-nos qual o nosso papel de católicos conscientes nesse momento ?  A Pastoral Fé e Política de nossa Diocese está preparando um roteiro a fim de que as Comunidades Paroquiais aprofundem esse compromisso no conhecimento dos candidatos e conquistem sempre maior liberdade num voto consciente e decisivo !

Na linha do terceiro setor estamos preparando a renovação da Diretoria da Cáritas Diocesana. É um momento muito importante para todos nós que queremos nos comprometer sempre mais com as realidades desafiadoras dos nossos irmãos menos favorecidos. Assim essa entidade que já tem sua atuação também em diversas paróquias, poderá se consolidar tendo em vista a união de forças e a clareza dos objetivos ligados s nossas inúmeras obras sociais: “Divina Providência (com os de rua), o Gaiato (cursos profissionalizantes para menores), Lar São Vicente (para os idosos), Casa de Saúde Stella Maris, no 60º. Aniversário de serviço desafiador e incansável das Irmãs Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, e tantos outras pastorais sociais: Pastoral Carcerária, Pastoral do Menor, Pastoral da Sobriedade, Pastoral da Criança, etc..

Precisamos que se apresentem candidatos disponíveis e entusiasmados para preencherem as diversas funções na nova diretoria da Cáritas como disse acima. Para tanto convocamos uma Assembléia geral no próximo dia 27 de junho noite nas dependências da nossa Catedral.

A fim de iluminar o significado e a importância da “Caritas” tivemos o privilégio de conseguir a presença do seu  Presidente Nacional, o Exmo. Sr. Bispo de Abaetetuba, D. Flávio Giovenale, SDB eleito recentemente e retorna da Itália onde participou de um encontro mundial dessa entidade tão benemérita !

Agradeçamos juntos a Deus sua bondade e as incontáveis graças que temos recebido neste tempo e que não podem caber neste artigo.  Envio muito cordial e paternamente a todos meu abraço agradecido, minha oração e bênção. No desejo de servir sempre mais e melhor,

 

+Antonio Carlos Altieri,sdb

Bispo Diocesano