• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

Mensagem: “Cessem as palavras e falem as obras” Santo Antônio de Pádua

Veja mais notícias

Nossa sociedade vive, sob muitos aspectos uma espécie de “esquizofrenia”, onde aquilo que se diz não se adequa ao que se faz. É comum a queixa de que alguém fez algo do qual jamais teria dito, expressado publicamente.

Na dimensão religiosa ou no campo da espiritualidade esta contradição também pode acontecer. Isto implicaria, de certo modo, numa dificuldade a ser tão logo superada. Ninguém deve rezar aquilo que não crê. A Palavra de Deus nos ensina que porque cremos falamos. Nossas assembleias orantes por vezes são apontadas como espaços vazios de sentido e de realidade. A pergunta que se impõe, porém, deveria ser: Qual é, na verdade, nosso grau de comprometimento com aquilo que rezamos? Não terá muitas vezes a oração se transformado numa espécie de parêntesis na nossa vida, onde interrompemos a vida, vamos ao templo, e depois continuamos? Uma fé não encarnada na história pode acarretar sérias implicações em nosso ser.

Sabemos que o ser humano, dotado de várias dimensões, deve cuidar, em igual grau de importância, de todas as dimensões inclusive a espiritual. Esta não pode tornar-se algo exterior a ele mas inerente ao seu próprio ser. Conciliar e fazer sossegar dentro de nós aquilo que cremos e aquilo que fazemos resultará, sem sombra de dúvidas, na mais perfeita alegria e realização humanas.

Que, a partir do exemplo de Santo Antônio, saibamos dizer nossa fé por meio de atitudes maduras e coerentes com a fé que professamos. Somente assim livraremos nossa vida desta esquizofrenia que não nos deixa viver na unidade e no equilíbrio necessário nossa felicidade e realização, seja pessoal, seja comunitária “cessem as palavras falem as obras”.

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba

1 Comentário

  1. NOSSA!ESTA MENSAGEM É UM BAITA PUXÃO DE ORELHA EM TODOS NÓS CATÓLICOS. PRECISAMOS TESTEMUNHAR NOSSA FÉ ENCARNANDO-A EM TODOS OS NOSSOS ATOS E AÇÕES. “CESSEM AS PALAVRAS MANIFESTE-SE A VIDA”.
    AQUELE ABRAÇO DO

    PRIMON
    RIO BOM-PR

    11 nov 2013

Deixe um comentário