• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

Mensagem ao querido povo da Diocese de Caraguatatuba

Veja mais notícias

bispo2Numa belíssima tarde de domingo, céu azul com poucas nuvens, eu voltava de uma comunidade de pescadores de uma das ilhas na baia de Guaraqueçaba, litoral norte do Paraná, onde fui pároco por quatro anos. Meu piloto, senhor José Muniz, pescador aposentado e muito experiente, ofereceu-me o comando do barco. Recusei dizendo que por desconhecer o caminho eu iria logo encalhar em algum baixio, (coroa de areia). Respondeu-me ele que eu não teria nenhum problema se eu seguisse o traço de luz deixado pelo sol da tarde sobre as ondas do mar. Assim, meu piloto, despertou em mim a confiança necessária para realizar uma tarefa que me parecia impossível.

Quando meu Superior Geral nomeou-me para trabalhar com as Filhas da Caridade da Província da Amazônia, aceitei em espírito de obediência, mesmo desconhecendo a realidade daquela região. Encontrava-me em Cametá, Pará, s margens do Rio Tocantins na noite de sete de dezembro de 2010, vésperas da Imaculada Conceição. Recebo um telefonema de uma pessoa desconhecida: “Aqui é Dom José Belisário, Arcebispo de São Luís do Maranhão. Nós precisamos conversar…”, que será, pensei cá comigo! E com voz tranquila e simpática me informou que eu estava sendo nomeado pelo Santo Padre o Papa Bento XVI, para bispo auxiliar de S. Luís, MA. Mesmo consciente das minhas limitações eu disse sim a esta nova missão.

Passaram-se pouco mais de dois anos de apostolado nas 52 paróquias da arquidiocese de São Luis. Novamente o apelo de Deus se fez presente num telefonema do senhor Núncio Apostólico Dom Giovanne D’Aniello. Eu estava participando da nossa 17ª Assembleia Regional de Pastoral no interior do Estado do Maranhão fui chamado ao telefone para atender. Era o Núncio Apostólico dizendo-me: “o Santo Padre o Papa Francisco está te nomeando como bispo para a Diocese de Caraguatatuba. Imediatamente seguiu-se a pergunta: o senhor aceita?”. Em minha vida de consagrado a Deus nunca disse não a um chamado de meus superiores. Se novamente o superior dos superiores, o Santo Padre, está me chamando para servir a Igreja em Caraguatatuba, então mais uma vez digo sim. Era o dia 04 de junho de 2013.

Sei que não será fácil o caminho, por isso, vou seguir os traços de luz deixados por tantos que vieram antes de mim. O caminho está muito bem definido. Os passos firmes de tantos irmãos de fé deixaram profundas marcas no chão. Então, meu principal objetivo na Diocese de Caraguatatuba será somar com todos vocês. Estou disposto a caminhar junto com o clero, os religiosos, seminaristas, lideres e o Povo de Deus, crescendo na compreensão do que nos pede Aparecida, sermos discípulos missionários de Nosso Senhor Jesus Cristo. Certamente não me será estranha esta jornada já que temos como guia os ensinamentos de Nosso Senhor nos Evangelhos, os documentos do Concílio Vaticano II, as Conferências Episcopais Latino Americanas e as Diretrizes Gerais de Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Agradeço o carinho da vossa acolhida. Rezem por mim. Em breve terei a oportunidade de abraçá-los pessoalmente.

 Em Cristo e Maria sou vosso

Brao de Dom JoCarlos menor

Dom José Carlos Chacorowski cm
Bispo nomeado de Caraguatatuba em 19 de Junho de 2013