• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“Feliz a nação cujo Deus é o Senhor” Sl 33,12

Veja mais notícias

Nesta manhã queremos reconhecer nossa dependência de Deus. Precisamos dele para nos orientar e conduzir. Sem ele nossa vida se torna infértil, sem sentido. A experiência da fé nos convoca a abrirmo-nos ao Deus dos deuses, ao Senhor dos senhores. Com ele nossos passos se tornam firmes, nosso caminho é mais certeiro e a meta é clara. Nossa busca deve ser sempre pelas coisas do alto, onde está Deus. Nossa alma somente deve descansar quando encontrá-lo. E, assim, ainda que venham as piores tempestades, as maiores lutas e os mais fortes desafios seremos Nele fortalecidos e alcançaremos a vitória.

O povo de Deus é um povo treinado para o combate da fé. Não com armas de fogo que provocam a morte e a desunião, mas, com as armas da fé: as virtudes, a penitência e a oração. Armas que não se propõe a destruição a não ser do mal e da maldade. Armas que favorecem a união entre os povos e gerações. armas que santificam e tornam melhor o mundo em que vivemos. São brados de alegria, são raios de esperança, são gotas de amor derramadas sobre o coração de todos os homens do bem e da paz, que fazem de nossa convivência um verdadeiro Reino onde Deus é rei e a sua lei é a misericórdia, é  a liberdade. Feliz o povo que reconhece e espera em seu Deus. Feliz de quem não o abandona, mas, permanece crendo e crendo assiste de pé, as bandeiras se levantando e a glória de Deus brilhando. Já dizia um grande santo de nossa Igreja, santo Irineu: “a glória de Deus é a vida (felicidade) do homem”. Afinal, felicidade do homem e união com Deus coincidem-se de modo admirável.

Não perca tempo, neste dia abra-se a reconhecer que o Senhor é o único Deus e não há outro. Experimente sua presença poderosa em sua vida e deixe-o trabalhar em você. Sem dúvidas, sua vida será vida de vitórias e a alegria morará em vossa casa, em vosso coração e nem mesmo a maior de todas as dificuldades será suficiente para tirar a alegria de vosso coração cheio de Deus e de sua graça.

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba