• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

Em Missa de Mobilização, Igreja chama atenção para necessidade de mais investimento na Saúde

Veja mais notícias

MISSA DA SAÚDE PÓS

A Diocese de Caraguatatuba celebrou uma Missa de Mobilização pelo Dia Mundial da Saúde na última sexta-feira (7/4), na Catedral do Divino Espírito Santo, no bairro do Indaiá em Caraguá, onde o bispo diocesano, Dom José Carlos Chacorowski, enfatizou a necessidade de maior atenção do poder público e da sociedade para as questões da Saúde na região. Organizada pela Pastoral da Saúde Diocesana, a celebração contou com a presença de parte do clero e do secretário municipal de Saúde de Caraguatatuba, Amauri Toledo, que na ocasião representou o prefeito Aguilar Junior.
A Igreja chamou a atenção para quatro pontos essenciais de deficiência na área da Saúde para o Litoral e o Vale do Paraíba: ampliação de leitos de UTI, atendimento especializado para pacientes oncológicos e idosos e a implantação de centros especializados de exames de alta complexidade, já que no Litoral, por exemplo, os pacientes necessitados de tratamento para o câncer, ou ainda exames específicos, precisam se deslocar para cidades vizinhas no Vale do Paraíba ou na Grande São Paulo, o que causa ainda mais transtornos para as pessoas que já se encontram debilitadas por causa da doença.
Padre Mauro José Ramos, Coordenador Diocesano de Pastoral da Diocese, também alertou para a incidência de casos de Aids, sobretudo em adolescentes mulheres, que vem aumentando. “As pessoas não falam mais disso, mas é uma realidade que precisa ser enfrentada com a atenção necessária”.
O bispo diocesano, Dom José Carlos, usou a Campanha da Fraternidade, que este ano incentiva o cuidado com o meio ambiente, em especial os biomas brasileiros, para falar da importância de investimentos na Saúde. Segundo ele, quando um bioma adoece, toda a sociedade que ali vive adoece junto. “O cuidado com a natureza é importante, entre tantas coisas, porque é nela que estão os princípios ativos para grande parte dos medicamentos que usamos”, alertou Dom José, dizendo ainda que a natureza oferece de forma gratuita os princípios para os medicamentos que depois são comercializados a preços exorbitantes. “Temos muito a evoluir. Alguma coisa está errada. O ser humano é o animal mais racional na criação de Deus e é o que mais contribui para a degradação da vida do planeta”, finalizou.
Como gesto concreto os fiéis que compareceram levaram fraldas geriátricas, que serão doadas para entidades que assistem idosos na região.