• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

Cantoria tradicional de grupos de Folia de Reis

Veja mais notícias

unnamedGrupos do Pontal da Cruz e do Morro do Abrigo levam cantadores e personagens mascarados trajados de roupas coloridas

O Dia dos Santos Reis foi comemorado neste domingo (5), na Igreja Matriz de São Sebastião com a tradicional Folia de Reis, que este ano trouxe para a cantoria grupos do Pontal da Cruz e do Morro do Abrigo, ambos da região central da cidade.

Cantadores e personagens mascarados entoaram vários versos relativos visita dos reis magos ao menino Jesus em frente ao presépio montado dentro da igreja no Centro Histórico da cidade, enquanto duas figurantes portavam os estandartes dando boas vidas festividade.

Grupos

Segundo informações, a folia do Pontal da Cruz existe há cerca de 17 anos e conta com cerca de 15 integrantes.

Já a Folia do Morro do Abrigo é bem mais velha. Oficialmente ela tem 47 anos, mas há relatos de sua existência desde 1946, segundo José Luiz Ribeiro que faz parte dos dois grupos. “A Folia dos Santos Reis para mim é um ato de devoção onde seguimos evangelizando através do canto, recordando a chegada do menino Jesus”, contou Ribeiro.

Para a diretora de Cultura, da Secretaria de Cultura e Turismo do município, Vera Alonso, a festa é um momento único que retrata a devoção dos fiéis catolicos. “É sempre uma alegria imensa poder ver e participar das tradições populares como a Folia de Reis que expressa de forma emocionante a fé do povo brasileiro”, disse.

Folia de Reis

A Folia de Reis é uma manifestação folclórica herdada dos colonizadores portugueses e desenvolvida no Brasil com características próprias. Ela possui uma rara beleza que enriquece a cultura brasileira.

Cantadores e instrumentistas percorrem as casas da cidade, de 24 de dezembro a 6 de janeiro, dia em que os reis chegam até o Cristo, entoando versos relativos visita ao menino Jesus e arrecadando prendas para as festas que, este ano acontecerão no dia 11 de janeiro no Morro do Abrigo e no dia 1º de fevereiro no Pontal da Cruz.

Os instrumentos utilizados normalmente são a viola, violão, sanfona, reco-reco, chocalho, cavaquinho, triângulo, pandeiro, entre outros, dependendo de cada região. Os personagens também podem variar de cidade para cidade.

Basicamente a maioria das folias é composta por personagens vestidos com roupas bastante coloridas, sendo eles o mestre, contra-mestre, os três reis magos, palhaço e foliões.

Entre os personagens mais marcantes está o palhaço. Com seu jeito cínico e dissimulado, deve proteger o menino Jesus, confundindo os soldados de Herodes que querem matar todas as crianças da região.

O seu jeito alegre e suas vestimentas coloridas são responsáveis pela distração e divertimento de quem assiste apresentação. Representando o mal, usa geralmente máscara confeccionada com pele de animal e segue sempre afastado um pouco da formação normal da Folia, nunca se adiantando ‘bandeira’. Apesar de seu simbolismo, é personagem alegre, que dança e improvisa versos, criando momentos de grande descontração.

Outros destaques são os três reis magos, que fazem a viagem da esperança, guiados pela estrela Dalva até Belém, onde está o menino Jesus.

 

Fonte: PMSS
Foto: Valéria Borges | PMSS

Legenda: Presépio da Igreja Matriz recebe homenagem de Folias de Reis