• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“A paciência torna mais suportável aquilo que não tem remédio” (Horácio)

Veja mais notícias

Dos muitos males que podem afligir a alma humana sabemos que alguns são inevitáveis e não podem ser alterados. Neste momento o melhor não é entregar os pontos e abandonar-se sem nenhum esforço. O exercício da paciência pode nos ajudar a vencer estas tribulações ou a conviver com elas sem perder a paz interior que deve estar acima de toda e qualquer situação. Não é o fato de uma pessoa estar com esta ou aquela enfermidade, por exemplo, que fará dela alguém incapaz no seguimento. São Paulo ensina a oferecer e completar em nossa carne aquilo que faltou na Paixão de Nosso Senhor. Com isso, Paulo não está nos dizendo que o mistério da Paixão de Cristo foi incompleto, mas, que devemos nos associar, oferecermo-nos com Ele, estar intimamente unidos neste mistério da dor que envolve e salva toda a humanidade. Passar pelas provações com paciência é gesto de redenção. A falta dela nos momentos de dor e sofrimento podem aumenta-lo ainda mais, medida em que a ansiedade e o desespero se apoderam de nós. Dizia Santa Tereza que “a paciência tudo alcança” e que “a quem tem Deus nada falta, só Deus basta.” Eis uma lição da fé: Podemos estar com Deus e tê-lo a nosso lado em toda e qualquer situação. Não importa como está hoje o seu coração, a sua vida; não importa as dores pelas quais você esteja passando; não importam os impossíveis, as muralhas sobre a sua vida: Deus está contigo, te ama e te quer bem. Acolha, com paciência as aparentes demoras de Deus, no tempo certo Ele agirá e realizará muito mais do que imagináveis outrora. Lembre-se: A paciência tudo alcança!

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba