• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“Os perfeitos tornam-se pequeninos pela humildade”. Santa Catarina de Sena

Veja mais notícias

A perfeição é uma virtude desejável. Assim ensinou o próprio Jesus quando em seu evangelho nos convida a sermos perfeitos como o Pai do céu é perfeito. Nesse sentido a perfeição se torna uma virtude e uma tarefa a ser conquistada. Evidentemente não estamos falando da perfeição própria do criador de todas as coisas, mas, daquela que nos faz semelhantes a ele, conforme nos aponta as escrituras ao relatar a criação do ser humano, feito a imagem e semelhança de seu criador.

Um aspecto importante sobre a perfeição é que quanto mais nos tornamos humildes, acolhedores e servidores mais a alcançamos. Perfeição não significa fazer bem todas as coisas para ocupar posição de destaque. Significa antes e sobretudo lançar-se ao próximo, numa atitude de alteridade e doação de si em favor do outro. A humildade própria de quem busca a perfeição nos ajuda  a perceber que as relações humanas são dons que nos tornam mais humanos. A humildade reflete ainda que somos criaturas imperfeitas mas, que por graça e misericórdia, sem nenhum mérito de nossa parte, Deus nos ajuda e possibilita a perfeição, por amor. Jesus é modelo de perfeição e de humildade. Seus gestos e palavras nos acompanham e nos ensinam como devemos fazer: fazer-se servos uns dos outros, últimos em buscar os interesses próprios e os primeiros em promover o bem comum, oferecendo a cada um conforme a necessidade de seus corações.

Deixe que neste dia a busca pela perfeição tome conta de suas metas e projetos: assim serás feliz e tudo irá bem.

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba