• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

Novembro, mês dedicado a conscientização do Dízimo

Veja mais notícias

“Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a ti mesmo”

 É verdade que na Bíblia Sagrada Deus nos pede o Dízimo e a Oferta. “Pagai integralmente os dízimos casa do Senhor” (Mal 3,10). “Dizei ao povo de Israel que me faça uma oferta diz o Senhor”(Ex 25,2). Existe uma grande diferença entre Dízimo eOferta, embora ambos sejam fruto de nossa fé, do nosso reconhecimento, da nossa gratidão para com Deus, da nossa generosidade, de nosso coração. Dízimo é devolver a Deus, com fidelidade, uma parte de tudo aquilo que Ele próprio nos dá, como primícias da nossa renda. Quer dizer que toda vez que Deus nos dá, nós separamos “as primícias”, a parte consagrada a Ele, e fazemos a devolução. Se a nossa renda é a colheita, nós daremos o nosso Dízimo quando realizarmos a nossa colheita no campo. Se a nossa renda é o nosso salário, devolveremos nosso Dízimo como primeiro gesto de gratidão a Deus, logo que recebermos o nosso salário. Se a nossa renda for fruto da venda de algum bem, daremos o Dízimo da nossa renda ao receber o que ganhamos com a venda daquele bem. O Dízimo tem um destino certo: a Igreja de Jesus Cristo, para a realização da obra de Deus, de acordo com um plano pastoral que abrange a dimensão religiosa, social e missionária. Este plano tem continuidade, não pode sofrer interrupções, por isso deve contar com recursos regulares.  É o Dízimo que deve sustentar o plano pastoral da Igreja para a realização da obra de Deus. A Oferta é livre, não tem momento certo, depende da necessidade de quem solicita e da disponibilidade de quem oferece. As ofertas se destinam geralmente para a realização de obras complementares ou para socorrer alguma emergência pessoal ou comunitária, ou ajudar o plano pastoral da Igreja, mas como acréscimo ao Dízimo, que constitui a pastoral de sustentação da vida paroquial. (visite ao lado nosso Canal de Vídeos/Youtube e veja alguns vídeos que podem ser utilizados pelas equipes do Dízimo.)

Testemunho de um Dizimista

Tenho uma família abençoada, um trabalho que faço com muito amor e gratidão a Deus, esposo e filhos que só me trazem felicidades. Sempre me inspirei na passagem que diz: “Cada um dê conforme sentir em seu coração, sem constrangimento, Deus ama quem dá com alegria” (II Cor. 9-7). É o que procuro  fazer, com os trabalhos que dedico nas pastorais da Igreja é uma alegria e me faz realizada na missão de cristão, desde no início da paróquia me dedico como posso e vivo a cada dia a conversão, aos poucos fui conhecendo as maravilhas em devolver o dízimo, no começo foi doloroso, não devolvia certo era ainda muito presa na quantidade e medo de faltar no orçamento, mas ouvido na missa aqui da paróquia uma reflexão sobre o dízimo, como hoje vocês estão ouvido irmãos, foi daí que resolvi mergulhar de verdade na palavra de Deus e confiar. Como fiz isso, primeiro com muita oração segundo fazendo o propósito do desapego das coisas materiais principalmente do dinheiro, logo então veio a ação, fiz experiência em devolver os 10% foi magnífica e cada vez que trago o dízimo a Igreja vejo algo se transformando na minha vida e da minha família, sinto – me que todas as vitórias da vida vem da graça da devolução do dízimo, o mais importante é que devolvo com muito amor e alegria conforme sinto em meu coração, hoje não tenho constrangimento só muita paz em saber que estou contribuindo com a comunidade e sendo obediente a palavra de Deus. As maravilhas que Deus faz em minha vida são tantas que não conseguirei descrevê-las, mas se você também gostaria de recebê-las, faça essa experiência sem medo e sem constrangimento com muita oração, pois depois da oração com certeza Deus te dará a coragem da ação, teria muito mais para contar,  isto é bem pouco do muito que Deus tem feito por mim e minha família. Amém!!!

Dá glória a Deus de bom coração e nada suprimas das primícias (do produto) de tuas mãos. Faze todas as tuas oferendas com um rosto alegre, consagra os dízimos com alegria. Dá ao Altíssimo conforme te foi dado por ele, dá de bom coração de acordo com o que tuas mãos ganharam, pois o Senhor retribui a dádiva, e recompensar-te-á tudo sete vezes mais”.(Eclesiástico 35,10-13).

Deixe um comentário