• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“Não devemos permitir que alguém saia de nossa presença sem sentir-se melhor e mais feliz.” (Madre Teresa de Calcutá)

Veja mais notícias

Muitas vezes, e até sem perceber, tendemos a apontar e observar as falhas daqueles que estão ao nosso redor. Isso se intensifica ainda mais se aquela pessoa não nos é tão simpática. O que nem sempre percebemos é que podemos ser o canal de crescimento na vida do outro assim como ele pode ser na nossa. Seguindo o sábio conselho de Madre Tereza, depende também de nós que nos encontros que vivemos ao longo de nossa existência, possamos ajudar o outro a ser melhor. Ajudamos e somos ajudados: a via é mão dupla. Ninguém se santifica sozinho. A descoberta da beleza da vida e das coisas se dá na convivência saudável, fraterna e solidária. Quanto mais nos abrimos a relação e, na relação, a correção fraterna, mais nós crescemos e revelamos ao mundo o quanto é bom e agradável viverem unidos os irmãos. Diariamente nos encontramos com pessoas em situações limítrofes: sofrimentos e dores de todos os tipos. Muitas delas recorrem a  nós, solicitando ajuda, trazendo em suas mãos a esperança de que serão devolvidas a seu próprio centro: Nessas ocasiões faz-se mister devolver as pessoas um pouco da felicidade que as circunstâncias lhes roubaram e torná-las assim melhores. Cada vez que formos vencedores nestes desafios tornaremos as pessoas melhores e mais felizes e seremos também melhores e mais felizes, afinal, há mais alegria em dar do que em receber.

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba