• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“Fonte de vida é a boca dos justos” Pv10, 11

Veja mais notícias

Caros irmãos e irmãs… Quem de nós nunca sofreu com uma palavra mentirosa dita por alguém a nosso respeito ou mesmo com uma palavra mal interpretada que saiu de nossos lábios e, mesmo sem a intenção, provocou desagrado na vida de alguém! Dizia um velho sábio que a palavra é nossa até sair de nossa boca, depois ela é de quem a escutou. Inúmeras vezes o que se diz não é o que se ouve. A linguagem humana possibilita a interpretação, a simbolização e, talvez seja por isso que haja tantos mal entendidos nas falas que dizemos.

A palavra tem grande poder. Ela é capaz de simbolizar sentimentos, afetos, situações, narrar fatos. Dizem alguns estudiosos que somos atravessados em nossa existência pela linguagem.Sem ela seria impossível qualquer tipo de comunicação. Tudo que realizamos, até o que não dizemos é traduzido em forma de linguagem, falada ou não.

Na afirmação do livro dos provérbios que escolhemos para iluminar nosso dia, encontramos um enaltecer ao homem justo, talvez alguém de poucas falas mas de falas acertadas. Assim deve ser nosso proceder: Falar menos, escutar mais e quando necessário for dizer, dizer expressões e verdades que edificam, que promovem que realizam e operam o bem em favor do maior número de pessoas se não for possível a todas.

Seja você neste dia um anunciador do bem e da justiça; seja um promotor da paz. Anuncie a todos a boa nova do evangelho sem se cansar e estejamos atentos e obedientes a Palavra do Senhor, ela é fonte que jorra para a vida eterna. Seguindo os seus passos seremos felizes e tudo irá bem.

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba