• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“Fazer o que Deus quer e querer o que Deus faz” S. Afonso M. De Ligório

Veja mais notícias

A busca pela vocação ideal, aquela que nos faz mais feliz e realizados é constante na vida humana. Todos desejamos encontrar nosso lugar na vida. Espaço da realização humana pessoal e social. Espaço de colaboração fraterna e vivência dos valores cultivados e adquiridos ao longo de nossa trajetória.

Porém, corremos sempre o risco de não correspondermos com toda a sinceridade que esta escolha nos exige. Nos deixamos levar por outros valores de menor importância na escala da felicidade e da realização humana, mas, que vão de encontro a necessidades básicas humanas. Pode ser que alguém se sinta chamado a uma determinada profissão mas ao longo de seu caminho faça a escolha por outra, pensando num certo conforto financeiro, por exemplo, ou mesmo um status social mais elevado, etc. Nesse sentido corre-se o risco de deixar de alcançar tudo aquilo que a nossa verdadeira vocação nos poderia alcançar.

Deus sempre nos permite agir na liberdade para escolhermos aquilo que julgamos fazer bem ao nosso próprio coração e ao dos irmãos que convivem ao nosso lado. Porém, sabemos que para cada um de nós há um chamado e este exige uma resposta. Talvez a chave desta resposta santo Afonso hoje nos ensina: fazer o que Deus quer e, para tal, preciso estar em sintonia com ele, na oração e na caridade fraternas; querer o que Deus faz, desejando de verdade ser como ele foi. Criados a sua imagem e semelhança somos chamados a “sermos santos como o Pai do céu é santo”. Unir o nosso querer ao querer ao querer de Deus, de modo que ambos possam se voltar para a mesma direção, querendo um o que quer o outro: eis  a mais perfeita e profunda realização humana. Pense nisso!

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba