• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

“Ando cansado de bagagens pesadas. Daqui pra frente apenas o que couber no bolso e no coração.” (Cora Coralina)

Veja mais notícias

Carregamos muitos fardos. Fardos pesados e sem jeito. Nos incomodam, atrapalham, cansam nosso caminho que é longo. Muitos deles, no entanto, são desnecessários e nada tem de essencial. Acumulamos bagagens e riquezas que nada acrescentam em nosso amadurecimento. São apenas reflexos de um coração que não aprendeu a se desapegar. Chega um momento na vida, um dia como este em que estamos, que decidimos fazer diferente. Deixar para trás aquilo que nos pertence mas que não deveria pertencer. Abandonar dores e sofrimentos, ressentimentos e mágoas, acúmulos efêmeros e histórias passadas. Começamos a compreender que Jesus tinha razão ao orientar-nos de que não levássemos bolsas nem sacolas pelo caminho, apenas o necessário. Quando chega o dia dessa decisão aprendemos que devemos levar apenas as boas lembranças, as marcas de um caminho bem percorrido e a certeza de que muitas coisas, ainda melhores, estão por vir; são frutos de uma alma amadurecida e provada na história e no tempo.  Não carregue nada que não lhe seja necessário. A felicidade não está nas coisas e tão pouco no passado. A vida passa pelo hoje. O amanhã a Deus pertence só nos resta confiar e trabalhar para que ele venha logo e traga toda a alegria que começamos a construir no hoje de nossa vida. Deixe para trás tudo aquilo que lhe é pesado e sinta a leveza dos que confiam no Senhor e nele depositam sua esperança. Estes são como os montes de Sião: ninguém os pode abalar. Carregue apenas aquilo que couber em seu coração e que faça o seu rosto sorrir.

Seminarista Bruno César de Almeida Silva, Diocese de Caraguatatuba