• caraguatatuba
  • ilhabela
  • são sebastião
  • ubatuba

Advento é tempo de espera, de preparação e de chegada

Veja mais notícias

Estamos iniciando um novo Ano Litúrgico com este primeiro domingo do Advento. Advento é tempo de espera, de preparação e de chegada. Esperar alguém requer cuidadosa e alegre preparação. E, hoje, esperar o Senhor é intensificar nossa vocação de testemunhas da esperança, apressando o advento do Reino com nosso engajamento solidário na transformação do mundo.
O Evangelho deste domingo,2, nos descreve em termos simbólicos uma situação de calamidade e tragédia. Não houve época na história humana que não acontecessem fatos que se enquadrariam nessa descrição. Sobre todas as desgraças, porém, vem a imagem do Filho do Homem, Jesus Salvador, no qual podemos depositar com segurança nossas esperanças. Tem que haver saída para uma humanidade amada por Deus! E Jesus foi o grande sinal da força desse amor. Haja o que houver, nos diz o evangelho, a nossa libertação está próxima porque Deus não nos abandona.
Uma leitura atenta do Evangelho nos revela queSão Lucas, no entanto, não quer descrever a vinda do Filho do Homem, mas a sua repercussão sobre as pessoas. Há uma oposição entre os que vivem sem fé e os que têm fé pascal. Para os que vivem sem fé, os sinais no sol, na lua e nas estrelas são provocadores de desmaios de medo, porque as potências celestes serão abaladas. Os que crêem no Ressuscitado, verão o Filho do Homem vindo com grande poder e glória; levantarão a cabeça porque sentem a libertação próxima. Diante disso, o que devemos fazer? Jesus nos diz: “Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida”. Jesus nos quer de coração leve e de cabeça erguida. A última exortação de Jesus é: “ficai atentos e orai”, portanto, vigilância e oração. Eis aí um programa para vivermos bem o advento que nos prepara para a celebração do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. (Dom Moacir Silva/Bispo de São Jose dos Campos)